Categorias
Sem categoria

As cidades inteligentes

Helison Loch mostra hoje um artigo apresentado em um estudo de caso que mostra as smart citeis, ou cidades inteligentes que fazem parte de nosso cotidiano e, em alguns casos, sem mesmo até percebermos.

A tecnologia está cada vez mais presente em nosso dia-a-dia

O que são as smart cities

Algunmas definições pesquisadas por Helison Loch, mostram que as Cidades inteligentes são aquelas que otimizam a utilização dos recursos para servir melhor os cidadãos. 

Isso vale para a mobilidade, a energia ou para qualquer serviço necessário à vida das pessoas.

Helison Loch ainda trás que as cidades inteligentes, ou Smart Cities, são aquelas que utilizam a tecnologia para promover o bem-estar dos moradores, o crescimento econômico e, ao mesmo tempo, melhorar a sustentabilidade.

Exemplos de smart cities no Brasil

São Paulo

Um relatório, apresentado pela Revista Época Negócios (2019), apresentou um ranking das cidades consideradas mais conectadas e inteligentes do Brasil. Teve como critérios indicadores que mostram sustentabilidade, inteligência e tecnologia.

De acordo com informações da revista, são mais de 70 indicadores observados, envolvendo setores de mobilidade, acessibilidade, meio ambiente, economia, governança e ainda empreendedorismo.

O relatório da revista Época (2019), traz como primeira colocada a cidade de Campinas (SP), seguido de São Paulo (SP) e Curitiba, na terceira posição, à frente de Brasília, Rio de Janeiro entre outras grandes metrópoles,

Abaixo, o ranking das 20 cidades mais inteligentes e conectadas do Brasil, publicado pela Revista Época Negócios (2019):

1. Campinas (SP)
2. São Paulo (SP)
3. Curitiba (PR)
4. Brasília (DF)
5. São Caetano do Sul (SP)
6. Santos (SP)
7. Florianópolis (SC)
8. Vitória (ES)
9. Blumenau (SC)
10. Jundiaí (SP)
11. Campo Grande (MS)
12. Niterói (RJ)
13. Belo Horizonte (MG)
14. Rio de Janeiro (RJ)
15. Joinville (SC)
16. Itajaí (SC)
17. Balneário Camboriú (SC)
18. São Bernardo do Campo (SP)
19. Palmas (TO)
20. Porto Alegre (RS)

Medições e ranking de Cidades Inteligentes

Empresas e instituições buscam formas de medir e criar rankings de Cidades inteligentes. A iniciativa IESE Cities in Motion, do IESE Business School na Espanha, conecta uma rede global de especialistas em cidades, empresas privadas locais especializadas e governos de todo o mundo.

Tendo como objetivo promover mudanças a nível local e desenvolver ideias valiosas e ferramentas inovadoras que levarão a cidades mais sustentáveis e inteligentes.

Eles utilizam de 9 critérios, que possuem subtópicos, para definir o nível de inteligência que uma cidade possui: Capital Humano, Coesão Social, Economia, Governança, O Meio Ambiente, Mobilidade e Transporte, Planejamento Urbano, Alcance Internacional e Tecnologia.

Em seu último relatório lançado agora em 2020, o top 10 foi:

1 – Londres (Reino Unido)
2 – New York (USA)
3 – Paris (França)
4 – Tokyo (Japão)
5 – Reykjavík (Islândia)
6 – Copenhagen (Dinamarca)
7 – Berlin (Alemanha)
8 – Amsterdam (Holanda)
9 – Singapore (Singapura)
10 – Hong Kong – China

Veja mais sobre as cidades inteligentes nesse link:
http://hubse.com.br/cidades-inteligentes-definicao-dimensoes-e-niveis-de-inteligencia/

Cidades inteligentes/cidades sustentáveis

Helison Loch mostra ainda que conceito de smart cities tem perfeita representação no fornecimento de soluções tecnológicas, inovações, infraestruturas urbana, manutenção e melhoria de projetos já implantados, pois além de ter a sustentabilidade como um pilar, transforma atividades cotidianas da sociedade em serviços inteligentes e eficazes.

O desenvolvimento sustentável está intimamente ligado ao conceito das smart cities, pois, tem o uso a tecnologia como a principal garantidor de serviços públicos eficazes.

A cidade que aproveita o potencial das inovações tecnológicas proporciona uma qualidade de vida populacional em níveis aceitáveis e ainda não causa danos ao ecossistema.

Os recursos tecnológicos quando aplicados e administrados com abrangência, visando o desenvolvimento, são características essenciais de uma cidade inteligente.

Como exemplo, cita-se também como característica de cidade inteligente e sustentável a utilização de sistemas de reaproveitamento de água, compartilhamento de produtos, energia limpa, e mobilidade urbana. Serviços que podem ser constados em nosso cotidiano e que estão cada vez mais em crescente.

O desenvolvimento sustentável é um alicerce para equilíbrio no desenvolvimento das cidades, que, auxilia no cuidado com o meio ambiente e permite o equilíbrio nas áreas sociais e de infraestrutura urbana.

É fundamental que as cidades pensem novos métodos produtivos com vistas à sustentabilidade, pensando no desenvolvimento de uma sociedade com novo modo de vida.